Deixe um comentário

Escrevendo alarmes em programas de PLC

Enquanto analisa o processo que você tem para automatizar você sempre tem muitas condições a respeitar para a segurança da liberação dos equipamentos, dos operadores e do próprio processo.

O que é um alarme

Um alarme é uma condição de estado não-segura da máquina
Dependendo do impacto sobre o processo, que pode ser:

  • Bloqueio
  • Não bloqueado

Um alarme pode ser ligado a um sensor de entrada, mas nunca é o próprio sensor, alarmes são geralmente armazenados em palavras (registros de 16 bits) e exibido no HMI, bem como utilizado no programa como condições para conceder a segurança da liberação do processo.

O que é o equipamento interligado

Intertravamento de equipamentos, como motores ou válvulas, é um equipamento que tem um circuito (real ou lógica) de proteção que interdita a ativação do equipamento, se pelo menos uma condição de perigo for atendida.

Alarmes com lógica ladder

Quando eu escrevo alarmes e travas eu uso sempre a mesma estrutura, que consiste em muitas palavras, onde cada bit corresponde a um alarme; esta estrutura é quase um padrão para o painel de muitos operadores e tem muitos pontos positivos, mas algumas desvantagens também (a desvantagem é que você pode analisar bloco de alarmes, comparando e mascaramento palavras inteiras, que pode ser mais barato do que escrever, mas mais difícil de entender quando se lê ou depuração).

Este é um exemplo básico de como eu escrevo um bloco de alarme:

Ao escrever alarmes deste modo o primeiro segmento tem de ser sempre o bloco de reset. Isso porque, mesmo se você redefinir todos os alarmes apertando o botão de reset, se uma condição de falha é ativada, o alarme será setado novamente alguns segmentos mais tarde, resultando em um alarme ainda está ativo no final do programa.

A última parte é um resumo de todos os alarmes, realmente úteis, enquanto debuga você pode notar de imediato, o que está acontecendo apenas observando um segmento.

O primeiro bit da palavra de alarme foi escolhido como “sem alarmes activos”, porque normalmente:

  1. Alarmes começa a partir do número 1, e continua, por isso, não adianta ter um deslocamento entre alarmes e bits
  2. Este Bits dispara todos os alarmes de telas e alertas sobre HMI e SCADA.

Esta é apenas uma explicação básica, mas você pode encontrar uma explicação mais detalhada sobre a lógica falha aqui:

http://www.contactandcoil.com/rslogix-5000-tutorial/create-fault-logic/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: